Amor Indefinido

Há algum tempo gravei dois clipes musicais para o programa Plataforma (www.plataforma.art.br). Num deles, interpretei a canção Amor Incondicional, de minha autoria. Antes da música, no entanto, a produção do programa colheu alguns depoimentos meus, que editados, servem como introdução da canção propriamente dita. Sou indagado sobre uma definição do que é o amor. Respondo que não sei defini-lo, e que não sou a pessoa mais apropriada para dar essa definição.
Meses depois, quando o programa entra no ar, fico surpreso com a minha própria resposta. Queria ter respondido alguma coisa…
Acho que a gente é assim mesmo.
Somos filhos da modernidade.
Nascemos sob a influência esmagadora da racionalidade, do cientificismo, das respostas pra tudo, das dissecações cadavéricas que explicam o inexplicável, definem o indefinível e determinam o que não se pode determinar.
Talvez daí o meu susto.
No fundo esperava poder dar uma resposta satisfatória, bela, embasada em boa teologia, filosofia ou qualquer outro artifício humano de argumentação. Confesso que fiquei desarmado. O amor literalmente nos desarma.
E nos silencia.
Impossível não lembrar das célebres palavras de Francisco de Assis, ‘prega o evangelho. Se for preciso, use palavras’.
Palavras que ninguém sabe ao certo se ele realmente disse. O que importa? Sua vida de entrega radical ao que acreditava e amava disse!
Como o profeta Jeremias, chamado por Deus a uma vida de excelência (se você correu com homens e eles o cansaram, como poderá competir com cavalos?) não responde a indagação divina.
Silencia.
No entanto, sua vida inteira dedicada a anunciar e a prantear as mazelas de seu povo respondeu.
Há poucas coisas na vida que realmente posso afirmar que sei definir.
Poucas mesmo.
Decidi que é melhor mergulhar de corpo e alma nesse rio misterioso de águas profundas que é a existência.
Nu (que é como eu vim a ela) e nadando com braçadas largas, radicalmente entregue à corrente, confiante de que ele há de desaguar num mar infindo do amor mais profundo que define aquele que é indefinível como amor, amor que é a maior que o nosso coração.

Jorge CamargoJorge Camargo
Considerado um dos principais músicos cristãos da atualidade. É mestre em Ciências da Religião pela Universidade Mackenzie, compositor, tradutor e poeta. Possui 7 CDs individuais. Já fez shows no Brasil inteiro, EUA, Europa e África.

One Response to “Amor Indefinido”

  1. Ieda Sampaio disse:

    Hoje também me perguntaram se o amor é uma utopia e acabei falando por quase vinte minutos. É possível que eu tenha falado demais e sei que às vezes vivo de menos, mas a gente realmente nunca sabe como vai se comportar diante das demandas da vida, das coisas inusitadas.
    Falei da Arte de Amar de Erick Fromm. Falei de Deus. Falei do que acredito.
    O Jorge, por suas músicas, falaria então, horas a fio.
    …A vida é mesmo engraçada.


Leave a Reply

Carrinho de Compras

Seu carrinho de compras está vazio

Visite a loja

Arquivo