Silvestre Kuhlmann

Silvestre Kuhlmann É professor, cantor e compositor, arranjador e produtor musical. Bacharel em violão erudito pela Faculdade de Música Carlos Gomes. Para conhecer mais da vida e da obra de Silvestre Kuhlmann visite seu site em http://www.silvestre.mus.br/.

Nada Mais a Procurar – Silvestre Kuhlmann

Canção que faz parte do album “O Quadro Mais Elevado do Homem”, de Silvestre Kuhlmann lançado em 2000. Disponível em MP3 para download.

Additional DescriptionMais Detalhes

Letra:

Nada Mais a Procurar
Silvestre Kuhlmann

Ao acordar, ao levantar, tenho gratidão
saudarei o dia com alegria no coração
por tantas coisas que recebo sem ser merecedor

deu-me seu perdão e o seu amor,
deu-me seu Espírito Consolador,
nova esperança, novo fôlego e novo vigor

Nada tenho nesta vida,
tenho tudo
tenho por Senhor meu Salvador Jesus
nada mais a procurar, pois pérola de grande valor
é seu amor

na vida, tenho tudo, meu sentido, meu escudo,
meu esteio, meu desejo, é Jesus

Na vida sou criança, ao me vir logo a lembrança
do nascer de novo, do morrer pro mundo
do viver pra sempre com Jesus

Sobre a canção:
Violão, voz e vocais: Silvestre – Piano, teclados, programação de bateria: Carlos Carvalho – Guitarra: Miguel Garcia – Baixo: Júlio de Castro – Percussão: Edir Gonçalves – Vocais: Cássia San Martin

Sobre o álbum “O Quadro Mais Elevado do Homem”:
Segundo disco do Silvestre, uma produção independente lançada no ano de 2000 onde ele assina os arranjos, os violões, a voz e o cavaquinho.

Sobre o autor:
aiba sobre a história, a obra e também notícias, artigos e a agenda do Silvestre Kuhlmann no seu site e blog no endereço www.silvestre.mus.br.

Sobre o arquivo:
- Tempo: 3:10
- Tamanho: 5,9 MB
- Formato: MP3 estéreo 256 kbps


R$ 2,00Preço:
Loading Atualizando carrinho…

Nao Dá Pra Esquecer – Silvestre Kuhlmann

Canção que faz parte do album “Alvissaras!”, de Silvestre Kuhlmann lançado em 2003. Disponível em MP3 para download.

Additional DescriptionMais Detalhes

Letra:

Não Dá Pra Esquecer
Silvestre Kuhlmann

Não dá pra esquecer
Do Amazonas, do rio Madeira
Seus afluentes e igarapés
Seus peixes, tucunaré, jatuarana
Pirarara, boto, arraia

Não dá pra esquecer
Do seringueiro, do pescador
Do garimpeiro e do semeador
Da roça de macaxeira
Do urucum, bacuri, açaí
Do ingá, tucumã, cuia, cupuaçú

Não dá pra esquecer que eles são esquecidos
Não dá pra esquecer que nós somos omissos
Não dá pra esquecer da cunhã sem leite,
Curumim com fome, do caboblo doente,
Cunhantã que se vende

Não dá pra esquecer
Do marinheiro, obreiro, pastor
Que no meio da mata adora ao Senhor,
Que os criou e não se esqueceu
E espera que nós não nos esqueçamos
E em verbo e em ação nos unamos.

Sobre a canção:
Voz, violão e “cordas”: Silvestre – Vaso e pios: Jica – Blocks, pau-de-chuva, triângulo e shaker: Fernando Soler – Vocais: Silvestre, Sônia Polonca e Glauber Plaça

Sobre o álbum “Alvissaras!”:
A produção é de Omar Campos. Oswaldinho do Acordeon dá uma pitada especial em algumas das canções. O álbum tem a participação vocal de Glauber Plaça, Joel Cardoso, André Santana e Sônia Polonca. A direção de arte e telas é feita por Anderson de Goes Monteiro.

Sobre o autor:
Saiba sobre a história, a obra e também notícias, artigos e a agenda do Silvestre Kuhlmann no seu site e blog no endereço http://www.silvestre.mus.br/.

Sobre o arquivo:
- Tempo: 3:44
- Tamanho: 5,2 MB
- Formato: MP3 estéreo 192 kbps


R$ 2,00Preço:
Loading Atualizando carrinho…

Necessidade – Silvestre Kuhlmann

Canção que faz parte do album “Alvissaras!”, de Silvestre Kuhlmann lançado em 2003. Disponível em MP3 para download.

Additional DescriptionMais Detalhes

Letra:

Necessidade
Silvestre Kuhlmann

A minha alma te espera ao romper da manhã
Ao meio-dia desejo poder Te encontrar
E à noite eu desejo vigiar e ao Teu lado repousar

Necessito de tantas coisas, mas tudo Tu sabes
E Tu supres toda a necessidade
Em Teu caráter descanso
Tu és rico em presentear
Tu és o tesouro onde meu coração está
Em Ti, toda a vida está escondida
Em Ti, toda a sede se faz satisfeita

Necessito de Ti muito mais do que o ar
E me agarro a Ti, pois assim me contento
Em qualquer circunstância;
Em Tua ausência, não, não há
Alegria que possa durar

Sobre a canção:
Voz, violão, viola e bandolim: Silvestre – Bongôs: Edir Gonçalves – Vocais: Silvestre, Joel Cardoso e Glauber Plaça

Sobre o álbum “Alvissaras!”:
A produção é de Omar Campos. Oswaldinho do Acordeon dá uma pitada especial em algumas das canções. O álbum tem a participação vocal de Glauber Plaça, Joel Cardoso, André Santana e Sônia Polonca. A direção de arte e telas é feita por Anderson de Goes Monteiro.

Sobre o autor:
Saiba sobre a história, a obra e também notícias, artigos e a agenda do Silvestre Kuhlmann no seu site e blog no endereço http://www.silvestre.mus.br/.

Sobre o arquivo:
- Tempo: 3:06
- Tamanho: 4,3 MB
- Formato: MP3 estéreo 192 kbps


R$ 2,00Preço:
Loading Atualizando carrinho…

Nem Só de Pão – Silvestre Kuhlmann

Canção que dá título ao album “O Quadro Mais Elevado do Homem”, de Silvestre Kuhlmann lançado em 2000. Disponível em MP3 para download.

Additional DescriptionMais Detalhes

Letra:

Nem Só de Pão
Silvestre Kuhlmann e Edir Gonçalves

Nem só de pão viverá o homem
mas de toda palavra que vem da boca de Deus
nem só de pão viverá o homem
mas de toda palavra que vem da boca de Deus

do teu rio de água viva tenho sede
vou te buscar, bater, pedir, até de ti me saciar
eu sou teu filho e sei que não irás negar
as bênçãos disponíveis em suas mãos

eu quero a bênção, a bênção
a bênção de te conhecer melhor
a bênção de sorrir em qualquer situação
pois tua graça é suficiente e basta

eu disse pra minha alma:
deixa de ser besta!
a graça de Deus
é suficiente e basta

Sobre a canção:
Violão, voz e vocais: Silvestre – Piano, teclados, programação de bateria: Carlos Carvalho – Guitarra: Miguel Garcia – Baixo: Júlio de Castro – Percussão: Edir Gonçalves – Vocais: Cássia San Martin

Sobre o álbum “O Quadro Mais Elevado do Homem”:
Segundo disco do Silvestre, uma produção independente lançada no ano de 2000 onde ele assina os arranjos, os violões, a voz e o cavaquinho.

Sobre o autor:
Saiba sobre a história, a obra e também notícias, artigos e a agenda do Silvestre Kuhlmann no seu site e blog no endereço www.silvestre.mus.br.

Sobre o arquivo:
- Tempo: 4:01
- Tamanho: 7,5 MB
- Formato: MP3 estéreo 256 kbps


R$ 2,00Preço:
Loading Atualizando carrinho…

Ninguém Mais Fala do Amor – Silvestre Kuhlmann

Canção que faz parte do álbum “Milagres”, de Silvestre Kuhlmann, lançado em 2009 com produção musical de Silvestre. Disponível em MP3 para download.

Additional DescriptionMais Detalhes

Letra:

Ninguém Mais Fala do Amor
Isaias Oliveira/Silvestre Kuhlmann

Estou cansado de ouvir frases feitas,
Palavras soltas, duplos sentidos;
De ver que as coisas não tomam jeito,
Essas frases de efeito não têm nada a ver comigo.

Eu sei que alguém mentiu pra mim,
Um outro não disse a verdade;
Queria ver poesia escrita
Num muro qualquer dessa cidade.

Os pais falam aos filhos
E aos estudantes o professor;
Um rádio ligado, um comício na praça,
Um cantar do cantador;

Os sons, a lábia e a missa,
Palavras belas têm seu valor,
Mas perdem graça à premissa:
Ninguém mais fala do amor.

Sobre a canção:
Silvestre Kuhlmann: Violões, voz e vocais – Gilson Oliveira: cajön, caixa, chimbal e pratos – Alexandre Viriato: baixo elétrico

Sobre o álbum “Milagres”:
Álbum autoral de Silvestre Kuhlmann, lançado em 2009. Gravado e mixado no estúdio Remix, em Guarilhos (SP) de 19/12/2008 a 30/05/2009. Técnico de som: Raí Brasil – Mixagem: Raí Brasil e Silvestre Kuhlmann – Direção de arte e telas: Anderson Monteiro – Fotos: Marusia Saraiva e Fê Lopes.

Sobre o autor:
Para saber mais sobre Silvestre Kuhlmann visite seu site em silvestre.mus.br

Sobre o arquivo:
- Tempo: 3:34
- Tamanho: 8,3 MB
- Formato: MP3 estéreo 320 kbps
- Compactado com ZIP


link:
text:

R$ 2,00Preço:
Loading Atualizando carrinho…

No Oculto de seu Quarto – Silvestre Kuhlmann

Canção que faz parte do álbum “Leve é a Pena”, de Silvestre Kuhlmann, lançado em 2010 com produção musical de Silvestre. Disponível em MP3 para download.

Additional DescriptionMais Detalhes

Letra:

No Oculto de seu Quarto
Silvestre Kuhlmann

No oculto de seu pequenino quarto
Portas fechadas, sem fazer alarde,
O moço presta culto; o peito arde.
Busca da Água e do Pão que o torna farto.

E diz ao seu Amado: Não me aparto
Deste lugar quer seja cedo ou tarde.
Nada me impedirá que eu Te aguarde;
Se não vieres a mim, daqui não parto.

De que me vale ter todas as coisas?
A fome em minha alma não se mede.
Virás pra saciar a minha sede?

Tesouros vãos se vão.São ventos, brisas,
Quero buscar primeiro a Ti e ao Reino;
No qual quero chegar feito menino.

Sobre a canção:
Silvestre Kuhlmann: violão, voz e vocais – Mariana Lanes Fernandes: violinos – Alexandre Viriato: baixo acústico

Sobre o álbum “Leve é a Pena”:
Álbum autoral de Silvestre Kuhlmann, lançado em 2010. Gravado e mixado no estúdio Intermix. Técnico de som: Raí Brasil – Mixagem: Raí Brasil e Silvestre Kuhlmann – Direção de arte e telas: Anderson Monteiro – Fotos: Marusia Saraiva.

Sobre o autor:
Para saber mais sobre Silvestre Kuhlmann visite seu site em silvestre.mus.br

Sobre o arquivo:
- Tempo: 4:24
- Tamanho: 10,2 MB
- Formato: MP3 estéreo 320 kbps
- Compactado com ZIP


link:
text:

R$ 2,00Preço:
Loading Atualizando carrinho…

Nome Bendito – Silvestre Kuhlmann

Canção que dá título ao álbum “Nome Bendito”, de Silvestre Kuhlmann, lançado em 2011 com produção musical de Silvestre. Disponível em MP3 para download.

Additional DescriptionMais Detalhes

Letra:

Nome Bendito
Silvestre Kuhlmann

Tu és o Deus infinito
Que por nós se fez finito;
És o Cordeiro Imolado.

E nada é mais bonito,
Nem nome há mais bendito
Que o de Jesus Cristo amado.

E eu só posso me curvar e dizer
Que Tu és todo o meu prazer
E a minha glória é pertencer

A Ti, meu rei, meu dono e meu viver,
Vem ser Senhor de todo o meu ser,
A Ti pertencem honra e poder.

E quando Teus olhos fito
Não mais me sinto aflito,
Por Seu olhar sou curado;

Me sinto puro e aceito,
Aconchegado ao Teu peito,
Limpo de todo o pecado.

Sobre a canção:
Silvestre Kuhlmann: violões, baixo, voz, vocais e chocalho – Gilson Oliveira: cajön, caixa, tom, chimbal e pratos

Sobre o álbum “Nome Bendito”:
9º álbum autoral de Silvestre Kuhlmann, lançado em 2011. Gravado e mixado no estúdio Intermix. Técnico de som: Raí Brasil – Mixagem: Raí Brasil e Silvestre Kuhlmann – Arte: Misael Nunes – Fotos: Marusia Saraiva.

Sobre o autor:
Para saber mais sobre Silvestre Kuhlmann visite seu site em silvestre.mus.br

Sobre o arquivo:
- Tempo: 3:24
- Tamanho: 7,9 MB
- Formato: MP3 estéreo 320 kbps
- Compactado com ZIP


link:
text:

R$ 2,00Preço:
Loading Atualizando carrinho…

O Mais Caro Presente – Silvestre Kuhlmann

Canção que faz parte do album “O Quadro Mais Elevado do Homem”, de Silvestre Kuhlmann lançado em 2000. Disponível em MP3 para download.

Additional DescriptionMais Detalhes

Letra:

O Mais Caro Presente
Silvestre Kuhlmann

Estás assentado num alto e sublime trono
que sacrifício digno irei oferecer?
estás vestido em majestade e glória
que sacrifício digno irei oferecer?

por isso me aborreço em pó e cinza
como me atrevo em tua presença entrar?
como um filho que toma dinheiro a seu pai
e com este lhe compra um presente?

em êxtase incessante os anjos estão a te glorificar
que sacrifício digno irei ofertar?
prostrados aos teus pés, os anciãos
suas coroas estão a depositar
que sacrifício digno irei ofertar?

em mim, vês o mais caro presente
o sangue de Cristo sobre mim a jorrar
com as vestes salpicadas do sangue do Cordeiro
e em ousadia reverente eu irei adorar

o maior e mais alto objeto do meu amor
a eternidade não será o bastante
para o conhecer, para conhecer

Sobre a canção:
Violão, voz e vocais: Silvestre – Piano, teclados, programação de bateria: Carlos Carvalho – Guitarra: Miguel Garcia – Baixo: Júlio de Castro – Percussão: Edir Gonçalves – Vocais: Cássia San Martin

Sobre o álbum “O Quadro Mais Elevado do Homem”:
Segundo disco do Silvestre, uma produção independente lançada no ano de 2000 onde ele assina os arranjos, os violões, a voz e o cavaquinho.

Sobre o autor:
Saiba sobre a história, a obra e também notícias, artigos e a agenda do Silvestre Kuhlmann no seu site e blog no endereço www.silvestre.mus.br.

Sobre o arquivo:
- Tempo: 2:38
- Tamanho: 4,9 MB
- Formato: MP3 estéreo 256 kbps


R$ 2,00Preço:
Loading Atualizando carrinho…

O Olhar do Meu Rei – Silvestre Kuhlmann

Canção que faz parte do album “Dedo de Prosa”, de Silvestre Kuhlmann lançado em 2008. Disponível em MP3 para download.

Additional DescriptionMais Detalhes

Letra:

O Olhar do Meu Rei
Silvestre Kuhlmann/Stênio Marcius

Lá no céu irei morar
Lá na Cidade Santa adornada
em pedras preciosas.

Vou andar em praças de ouro puro,
Vestes brancas trajarei,
Mas bem melhor será
encontrar o meu rei.

Mãos marcadas pelos cravos
Irei mirar,
E o brilho dos seus olhos ternos
Que transmitirão amor,
Perdão, aceitação
E um convite: Venha a mim!

Em seus braços, meu lugar;
Vou me aconchegar,
nunca me apartar,
E eternamente O adorar.

Sobre a canção:
Voz e violão: Silvestre – Percussão: Jica – Baixo: Alexandre Viriato

Sobre o álbum “Dedo de Prosa”:
Lançado em 2008, é um CD que busca um som intimista e simples, com a finalidade de ressaltar a letra das canções e a artesania das cordas. Além do violão, Silvestre toca neste trabalho a viola, o cavaquinho e o bandolim. Tem parcerias com Isaías Oliveira, Roberto Diamanso e Stênio Marcius. Foi produzido nos Estúdios Buena Onda, junto a Claudio Martos. Com participação dos amigos Alexandre Viriato (baixos acústicos e elétrico), Daniel Cavalcanti (flauta transversal), Jonas Souza (guitarra), Jica (percussão) e Stênio Marcius (vocal). A arte da capa é de Anderson Góes Monteiro.

Sobre o autor:
aiba sobre a história, a obra e também notícias, artigos e a agenda do Silvestre Kuhlmann no seu site e blog no endereço www.silvestre.mus.br.

Sobre o arquivo:
- Tempo: 2:39
- Tamanho: 5,0 MB
- Formato: MP3 estéreo 256 kbps


R$ 2,00Preço:
Loading Atualizando carrinho…

O Peregrino – Silvestre Kuhlmann

Canção que faz parte do álbum “Leve é a Pena”, de Silvestre Kuhlmann, lançado em 2010 com produção musical de Silvestre. Disponível em MP3 para download.

Additional DescriptionMais Detalhes

Letra:

O Peregrino
Silvestre Kuhlmann

Neste país tornei-me peregrino;
Aqui não paro, estou de partida.
Vou indo rumo à terra prometida;
Terei descanso chegando ao destino.

O mundo é perigoso, vil, ferino;
Tudo conspira contra minha vida,
Mas a vitória é certa, não há dúvida;
Grato e seguro vou cantando um hino:

Maravilhosa graça de Jesus!
Quando eu chegar, será pelo teu mérito;
Pagaste a minha dívida na cruz.

Ao lado Teu termina meu conflito;
Terei os olhos fitos em Tua luz,
Que brilha mais que o sol e seu exército.

Sobre a canção:
Silvestre Kuhlmann: violões, baixo, voz e vocais – Mariana Lanes Fernandes: violinos

Sobre o álbum “Leve é a Pena”:
Álbum autoral de Silvestre Kuhlmann, lançado em 2010. Gravado e mixado no estúdio Intermix. Técnico de som: Raí Brasil – Mixagem: Raí Brasil e Silvestre Kuhlmann – Direção de arte e telas: Anderson Monteiro – Fotos: Marusia Saraiva.

Sobre o autor:
Para saber mais sobre Silvestre Kuhlmann visite seu site em silvestre.mus.br

Sobre o arquivo:
- Tempo: 3:01
- Tamanho: 7,0 MB
- Formato: MP3 estéreo 320 kbps
- Compactado com ZIP


link:
text:

R$ 2,00Preço:
Loading Atualizando carrinho…

O Quadro Mais Elevado do Homem – Silvestre Kuhlmann

Canção que dá título ao album “O Quadro Mais Elevado do Homem”, de Silvestre Kuhlmann lançado em 2000. Disponível em MP3 para download.

Additional DescriptionMais Detalhes

Letra:

O Quadro Mais Elevado do Homem
Silvestre Kuhlmann

O quadro mais elevado
Que, do homem, jamais se retratou
É vê-lo de joelhos
esperando em seu Senhor

Mais perto do pó, mais junto de Deus
Quanto mais quebrado, mais inteiro
Inteiro para adorá-lo,
Esquecer-me, reconhecê-lo.

Só serei infeliz se deixar o meu “eu”
Destronar o meu Deus
Só serei feliz se deixar o meu Deus
Destronar o meu “eu”

O quadro mais elevado
Que, do homem, jamais se retratou
É vê-lo de joelhos
esperando em seu Senhor

Sobre a canção:
Violão, voz e vocais: Silvestre – Piano, teclados, programação de bateria: Carlos Carvalho – Guitarra: Miguel Garcia – Baixo: Júlio de Castro – Percussão: Edir Gonçalves – Vocais: Cássia San Martin

Sobre o álbum “O Quadro Mais Elevado do Homem”:
Segundo disco do Silvestre, uma produção independente lançada no ano de 2000 onde ele assina os arranjos, os violões, a voz e o cavaquinho.

Sobre o autor:
aiba sobre a história, a obra e também notícias, artigos e a agenda do Silvestre Kuhlmann no seu site e blog no endereço www.silvestre.mus.br.

Sobre o arquivo:
- Tempo: 3:21
- Tamanho: 6,2 MB
- Formato: MP3 estéreo 256 kbps


R$ 2,00Preço:
Loading Atualizando carrinho…

O Que Virá? – Silvestre Kuhlmann

Canção que faz parte do album “Dedo de Prosa”, de Silvestre Kuhlmann lançado em 2008. Disponível em MP3 para download.

Additional DescriptionMais Detalhes

Letra:

O Que Virá?
Isaias Oliveira/Silvestre Kuhlmann

O que virá depois do adeus,
Depois de baixar a poeira,
E só restar
A melancolia das lembranças?

O quer virá depois do temporal,
Para os que esperam a luz do sol,
ou dias de paz e bonança?

O que virá amanhã cedo,
Depois do vício, do vírus, do medo,
O que virá se nada mudar
ou depois que tudo acabar?

O que virá depois do clone,
depois da bomba, da seca, da fome,
o que virá se nada mudar
ou depois que tudo acabar?

A minha esperança é um rio
de águas fartas e claras
que corre e enche os vazios
e as incertezas
que nascem na alma;

A minha esperança é um silo
onde armazeno confiança;
me animo e o medo se esvai
à medida em que tenho a certeza:
nenhum fio de cabelo eu perco
se não for desejo do pai.

Sobre a canção:
Voz e violões: Silvestre

Sobre o álbum “Dedo de Prosa”:
Lançado em 2008, é um CD que busca um som intimista e simples, com a finalidade de ressaltar a letra das canções e a artesania das cordas. Além do violão, Silvestre toca neste trabalho a viola, o cavaquinho e o bandolim. Tem parcerias com Isaías Oliveira, Roberto Diamanso e Stênio Marcius. Foi produzido nos Estúdios Buena Onda, junto a Claudio Martos. Com participação dos amigos Alexandre Viriato (baixos acústicos e elétrico), Daniel Cavalcanti (flauta transversal), Jonas Souza (guitarra), Jica (percussão) e Stênio Marcius (vocal). A arte da capa é de Anderson Góes Monteiro.

Sobre o autor:
Saiba sobre a história, a obra e também notícias, artigos e a agenda do Silvestre Kuhlmann no seu site e blog no endereço www.silvestre.mus.br.

Sobre o arquivo:
- Tempo: 2:43
- Tamanho: 5,1 MB
- Formato: MP3 estéreo 256 kbps


R$ 2,00Preço:
Loading Atualizando carrinho…

O Silêncio é Semente – Silvestre Kuhlmann

Canção que faz parte do álbum “Leve é a Pena”, de Silvestre Kuhlmann, lançado em 2010 com produção musical de Silvestre. Disponível em MP3 para download.

Additional DescriptionMais Detalhes

Letra:

O Silêncio é Semente
Silvestre Kuhlmann

Eu procuro uma canção dentro de mim,
Mas nada vem. Estou mudo.
Este silêncio é cortante, pontudo;
Dele nascerá um jardim.

Desta semente silenciosa
Brotarão botões de rosa
Pousarão mil borboletas
Pretas, azuis, violetas.

Neste canteiro,
Um girassol;
Ervas de cheiro,
Um pôr de sol.

O mundo inteiro
Pára pra ouvir o rouxinol
Cantar certeiro
Em sustenido e bemol.

Sobre a canção:
Silvestre Kuhlmann: violões, viola, voz, vocais, chocalho, bloco sonoro e triângulo – Roberto Diamanso: moringa

Sobre o álbum “Leve é a Pena”:
Álbum autoral de Silvestre Kuhlmann, lançado em 2010. Gravado e mixado no estúdio Intermix. Técnico de som: Raí Brasil – Mixagem: Raí Brasil e Silvestre Kuhlmann – Direção de arte e telas: Anderson Monteiro – Fotos: Marusia Saraiva.

Sobre o autor:
Para saber mais sobre Silvestre Kuhlmann visite seu site em silvestre.mus.br

Sobre o arquivo:
- Tempo: 2:32
- Tamanho: 5,9 MB
- Formato: MP3 estéreo 320 kbps
- Compactado com ZIP


link:
text:

R$ 2,00Preço:
Loading Atualizando carrinho…

Obra Prima, Eu? – Silvestre Kuhlmann

Canção que faz parte do álbum “Milagres”, de Silvestre Kuhlmann, lançado em 2009 com produção musical de Silvestre. Disponível em MP3 para download.

Additional DescriptionMais Detalhes

Letra:

Obra Prima, Eu?
Wolô/Silvestre Kuhlmann

Quando olhar para si mesmo
E não vir nada mais
Do que um pássaro a esmo;
Contra mil vendavais
Debatendo-se em penas;
Tanta pena de si,
Perguntando-se apenas:
- Porque foi que eu nasci?

Quando a própria certeza
Não passar de um talvez;
Cada enzima, cada osso,
Só um fosso
De porquês…

E a mais pura beleza
For igual aos balões;
Cada pelo, cada nervo
Um acervo
De ilusões;

Saiba, nem um cabelo
Cairá se não for
Sob o vivo desvelo
De um Deus Criador.

Seu mais lindo poema
Se reflete em você.
- Filho, venha, não tema;
Eu Sou o seu porquê.

Você é um manifesto
Da verdade vital.
Cada nervo, cada pelo
Um modelo
Original.

Você mesmo é um gesto
Desmassificador;
Cada osso, cada enzima
Obra-prima
Do Senhor.

Sobre a canção:
Silvestre Kuhlmann: violões, baixo, voz e vocais – Mariana Lanes Fernandes: violinos

Sobre o álbum “Milagres”:
Álbum autoral de Silvestre Kuhlmann, lançado em 2009. Gravado e mixado no estúdio Remix, em Guarilhos (SP) de 19/12/2008 a 30/05/2009. Técnico de som: Raí Brasil – Mixagem: Raí Brasil e Silvestre Kuhlmann – Direção de arte e telas: Anderson Monteiro – Fotos: Marusia Saraiva e Fê Lopes.

Sobre o autor:
Para saber mais sobre Silvestre Kuhlmann visite seu site em silvestre.mus.br

Sobre o arquivo:
- Tempo: 2:27
- Tamanho: 5,8 MB
- Formato: MP3 estéreo 320 kbps
- Compactado com ZIP


link:
text:

R$ 2,00Preço:
Loading Atualizando carrinho…

Olhos Bons – Silvestre Kuhlmann

Canção que faz parte do álbum “Milagres”, de Silvestre Kuhlmann, lançado em 2009 com produção musical de Silvestre. Disponível em MP3 para download.

Additional DescriptionMais Detalhes

Letra:

Olhos Bons
Silvestre Kuhlmann

A felicidade consiste em poder notar
O belo que se ergue ao redor do meu olhar
E em ter a meninice
Na crendice que tudo existe
Pra me alegrar.

Usufruir sem ter, amar sem dominar,
Mostrar poder só pra proteger,
Guardar, cuidar;
Dividir abrigo com o amigo,
O pão com o companheiro,
Andar com Jesus, melhor lugar.

Copiar o gesto divino:
Criar em meio ao caos.
Ver-me junto ao pó, prostrado,
Ser depois por Ele levantado;
Caminhar sem saber
Onde o vento vai levar,
Confiar.

Sobre a canção:
Silvestre Kuhlmann: violões, viola, baixo, chocalho, voz e vocais – Daniel Cavalcanti: flauta transversal – Gilson Oliveira: cajön, caixa, chimbal e pratos

Sobre o álbum “Milagres”:
Álbum autoral de Silvestre Kuhlmann, lançado em 2009. Gravado e mixado no estúdio Remix, em Guarilhos (SP) de 19/12/2008 a 30/05/2009. Técnico de som: Raí Brasil – Mixagem: Raí Brasil e Silvestre Kuhlmann – Direção de arte e telas: Anderson Monteiro – Fotos: Marusia Saraiva e Fê Lopes.

Sobre o autor:
Para saber mais sobre Silvestre Kuhlmann visite seu site em silvestre.mus.br

Sobre o arquivo:
- Tempo: 2:30
- Tamanho: 5,9 MB
- Formato: MP3 estéreo 320 kbps
- Compactado com ZIP


link:
text:

R$ 2,00Preço:
Loading Atualizando carrinho…

Onde Deus Está – Silvestre Kuhlmann

Canção que faz parte do álbum “Nome Bendito”, de Silvestre Kuhlmann, lançado em 2011 com produção musical de Silvestre. Disponível em MP3 para download.

Additional DescriptionMais Detalhes

Letra:

Cheiro de Eternidade
Silvestre Kuhlmann

Deste pão eu vou comer,
Deste vinho vou beber;
Ele tem cheiro de eternidade.

Este gesto eu irei
Repetir um dia,
Eu sei;

Eu cearei
Com Jesus na Glória.
Glória a Deus!

Sobre a canção:
Silvestre Kuhlmann: violões, baixo, voz e vocais

Sobre o álbum “Nome Bendito”:
9º álbum autoral de Silvestre Kuhlmann, lançado em 2011. Gravado e mixado no estúdio Intermix. Técnico de som: Raí Brasil – Mixagem: Raí Brasil e Silvestre Kuhlmann – Arte: Misael Nunes – Fotos: Marusia Saraiva.

Sobre o autor:
Para saber mais sobre Silvestre Kuhlmann visite seu site em silvestre.mus.br

Sobre o arquivo:
- Tempo: 2:47
- Tamanho: 6,5 MB
- Formato: MP3 estéreo 320 kbps
- Compactado com ZIP


link:
text:

R$ 2,00Preço:
Loading Atualizando carrinho…

Pai Nosso, Pão Nosso – Silvestre Kuhlmann

Canção que faz parte do álbum “Nome Bendito”, de Silvestre Kuhlmann, lançado em 2011 com produção musical de Silvestre. Disponível em MP3 para download.

Additional DescriptionMais Detalhes

Letra:

Pai Nosso, Pão Nosso
Silvestre Kuhlmann

Pai nosso, Pão nosso,
Vem nutrir a Tua igreja,
Vem, sacia a nossa fome,
Dá sabor ao nosso paladar.

Pai Nosso, Pão Nosso,
A porção que necessitamos
Dá-nos hoje,
Pois do Pão do Céu carecemos.

Sobre a canção:
Silvestre Kuhlmann: violões, baixo, voz e vocais

Sobre o álbum “Nome Bendito”:
9º álbum autoral de Silvestre Kuhlmann, lançado em 2011. Gravado e mixado no estúdio Intermix. Técnico de som: Raí Brasil – Mixagem: Raí Brasil e Silvestre Kuhlmann – Arte: Misael Nunes – Fotos: Marusia Saraiva.

Sobre o autor:
Para saber mais sobre Silvestre Kuhlmann visite seu site em silvestre.mus.br

Sobre o arquivo:
- Tempo: 2:05
- Tamanho: 4,9 MB
- Formato: MP3 estéreo 320 kbps
- Compactado com ZIP


link:
text:

R$ 2,00Preço:
Loading Atualizando carrinho…

Passarela do Coração – Silvestre Kuhlmann

Canção que faz parte do album “Louvor ao Doador da Vida”, de Silvestre Kuhlmann lançado em 2002. Disponível em MP3 para download.

Additional DescriptionMais Detalhes

Letra:

Passarela do Coração
Silvestre Kuhlmann

Meus medos, embaraços, os cuidados deste mundo
O dinheiro, a falta dele, a angústia, a solidão
Os pecados disfarçados, as noites mal dormidas
A incerteza do futuro, o passado de humilhação
Os sonhos frustrados, metas não alcançadas
São cargas pesadas que eu posso deixar nas mãos de Jesus
Que eu posso deixar nas mãos de Jesus

E deixando o embaraço de lado eu posso até sambar
Eu posso até sambar pra Ele, eu posso até sambar
Na passarela do meu coração não tem votação,
Ele é “hors-Concours”
Se o “coisa-ruim” vier na contra-mão, desclassificação
Ele desafinou, perdeu a marcação

Sobre a canção:
Violão, voz e cavaquinho: Silvestre – Programação de bateria: Carlos Carvalho – Baixo: Júlio de Castro – Percussão: Edir Gonçalves

Sobre o álbum “Louvor ao Doador da Vida”:
Lançado em 2002, o Silvestre produz e assina os arranjos. Além da voz, toca os violões, a viola caipira, cavaquinho, bandolim e a bandola. A arte da capa é de Anderson Góes Monteiro.

Sobre o autor:
Saiba sobre a história, a obra e também notícias, artigos e a agenda do Silvestre Kuhlmann no seu site e blog no endereço www.silvestre.mus.br.

Sobre o arquivo:
- Tempo: 3:02
- Tamanho: 5,6 MB
- Formato: MP3 estéreo 256 kbps


R$ 2,00Preço:
Loading Atualizando carrinho…

Pleno – Silvestre Kuhlmann

Canção que faz parte do album “Dedo de Prosa”, de Silvestre Kuhlmann lançado em 2008. Disponível em MP3 para download.

Additional DescriptionMais Detalhes

Letra:

Pleno
Silvestre Kuhlmann

A pena se apequena,
O verso se dispersa,
A melodia e a harmonia
Não sabem traduzir

O riso e a alegria
De um coração que canta
Quando a presença santa
Dele se apossou.

Veio e me rendeu
Como se toma um castelo,
Veio e me domou
Como se amansa a fera;

E em suas mãos estou,
E em suas mãos finalmente sou
feliz.

Sobre a canção:
Voz e violões: Silvestre – Guitarra: Jonas Souza

Sobre o álbum “Dedo de Prosa”:
Lançado em 2008, é um CD que busca um som intimista e simples, com a finalidade de ressaltar a letra das canções e a artesania das cordas. Além do violão, Silvestre toca neste trabalho a viola, o cavaquinho e o bandolim. Tem parcerias com Isaías Oliveira, Roberto Diamanso e Stênio Marcius. Foi produzido nos Estúdios Buena Onda, junto a Claudio Martos. Com participação dos amigos Alexandre Viriato (baixos acústicos e elétrico), Daniel Cavalcanti (flauta transversal), Jonas Souza (guitarra), Jica (percussão) e Stênio Marcius (vocal). A arte da capa é de Anderson Góes Monteiro.

Sobre o autor:
Saiba sobre a história, a obra e também notícias, artigos e a agenda do Silvestre Kuhlmann no seu site e blog no endereço www.silvestre.mus.br.

Sobre o arquivo:
- Tempo: 3:10
- Tamanho: 5,9 MB
- Formato: MP3 estéreo 256 kbps


R$ 2,00Preço:
Loading Atualizando carrinho…

Pó – Silvestre Kuhlmann

Canção que faz parte do álbum “Milagres”, de Silvestre Kuhlmann, lançado em 2009 com produção musical de Silvestre. Disponível em MP3 para download.

Additional DescriptionMais Detalhes

Letra:


Gláucia Carvalho/Silvestre Kuhlmann

Do pó viemos todos,
Pro pó vamos voltar,
Quer queiramos, não queiramos,
Vamos todos nos misturar.

As cores, credos, cruzes,
Os sonhos, ossos, sorte,
Debaixo da terra fria
Que aguarda uma nova morte.

Ali, inertes, iguais,
Se cruzam os dedos num adeus;
Ali, de golpes fatais,
Vão até os que acham ser Deus.

Ninguém leva poder nem orgulho,
Apodrecem sem brio, barulho,
Amortecem seus feitos, conquistas
E se perdem num sepulcro escuro.

É só pó misturando os antigos
Aos incautos, aos maiores inimigos;
Misturando o pobre e o rico,
Enxertando o feio no bonito.

O que resta é o que se fez em vida,
O que importa é alguma saudade deixar,
Pois até a morte aduba o ódio
De quem se fez sofrer e chorar.

Sem contar que depois de encerrados
E cerrados seus olhos e lida,
Sua alma já segue o destino
De uma escolha que só se fez em vida.

Sobre a canção:
Silvestre Kuhlmann: violões, baixo, voz e vocais – Daniel Cavalcanti: flauta transversal – Gilson Oliveira: cajön, caixa, chimbal e pratos

Sobre o álbum “Milagres”:
Álbum autoral de Silvestre Kuhlmann, lançado em 2009. Gravado e mixado no estúdio Remix, em Guarilhos (SP) de 19/12/2008 a 30/05/2009. Técnico de som: Raí Brasil – Mixagem: Raí Brasil e Silvestre Kuhlmann – Direção de arte e telas: Anderson Monteiro – Fotos: Marusia Saraiva e Fê Lopes.

Sobre o autor:
Para saber mais sobre Silvestre Kuhlmann visite seu site em silvestre.mus.br

Sobre o arquivo:
- Tempo: 3:05
- Tamanho: 7,2 MB
- Formato: MP3 estéreo 320 kbps
- Compactado com ZIP


link:
text:

R$ 2,00Preço:
Loading Atualizando carrinho…

Ramo da Videira – Silvestre Kuhlmann

Canção que faz parte do album “Louvor ao Doador da Vida”, de Silvestre Kuhlmann lançado em 2002. Disponível em MP3 para download.

Additional DescriptionMais Detalhes

Letra:

Ramo da Videira
Silvestre Kuhlmann

Sou pequenino grão de areia
Sou uma cinza de fogueira
Transformada em verde ramo
Da Videira Verdadeira
Sem Tua seiva não vivo
Oh Videira Verdadeira
Sem Tua seiva não vivo
Oh Videira Verdadeira

Nós os Teus ramos Te adoramos
Pois Tu és suporte, pois Tú és sustento e norte
Nós os Teus ramos Te adoramos
Com a inspiração das narinas e do coração

Sobre a canção:
Violão, voz, bandolim e bandola: Silvestre – Piano, programação de teclados: Carlos Carvalho – Vocais: Sônia Polonca, Priscila Barreto e Raquel Barreto

Sobre o álbum “Louvor ao Doador da Vida”:
Lançado em 2002, o Silvestre produz e assina os arranjos. Além da voz, toca os violões, a viola caipira, cavaquinho, bandolim e a bandola. A arte da capa é de Anderson Góes Monteiro.

Sobre o autor:
Saiba sobre a história, a obra e também notícias, artigos e a agenda do Silvestre Kuhlmann no seu site e blog no endereço www.silvestre.mus.br.

Sobre o arquivo:
- Tempo: 3:32
- Tamanho: 6,6 MB
- Formato: MP3 estéreo 256 kbps


R$ 2,00Preço:
Loading Atualizando carrinho…

Refeitura – Silvestre Kuhlmann

Canção que faz parte do álbum “Nome Bendito”, de Silvestre Kuhlmann, lançado em 2011 com produção musical de Silvestre. Disponível em MP3 para download.

Additional DescriptionMais Detalhes

Letra:

Refeitura
Silvestre Kuhlmann/Gladir Cabral

Tenho saudades de um tempo que nunca vivi por aqui…
Do cheiro daquela flor que em bosque nenhum eu colhi,
Do eco de uma melodia que em canto nenhum eu ouvi
Daquela pátria distante que existe aqui dentro de mim…

Por quê esta ânsia insiste em chegar?
Esta dor que resiste em ficar?
Se há fome, eu irei saciar!

Ah! que saudades daquele jardim
E do encontro que, na viração,
Me trazia alegria e canção.

Tenho lembrança que sou semelhança de quem tudo fez
Sou sua feitura e preciso de uma refeitura de vez
Sou fugitivo e me é necessário retornar ao lar
Sou destrutivo e devo rever a atitude e mudar

Criar filhos, livros, amigos, canções,
Lares, bichos, lareira, pomar
E ter tempo pra ao próximo amar

Ah! no caminho de volta talvez
Eu não erre mais a direção
E encontre sentido e razão

No novo dia cheio de alegria que irei celebrar
Na esperança de ver o renovo no grão que eu plantar
E na festança de uma criança que se aconchegar
Em todo verso que ensina o gesto de cristo imitar

Se dar…

Sobre a canção:
Silvestre Kuhlmann: violões, baixo, viola, voz, vocais, caxixis, chocalho e triângulo – Gilson Oliveira: zabumba e caixa

Sobre o álbum “Nome Bendito”:
9º álbum autoral de Silvestre Kuhlmann, lançado em 2011. Gravado e mixado no estúdio Intermix. Técnico de som: Raí Brasil – Mixagem: Raí Brasil e Silvestre Kuhlmann – Arte: Misael Nunes – Fotos: Marusia Saraiva.

Sobre o autor:
Para saber mais sobre Silvestre Kuhlmann visite seu site em silvestre.mus.br

Sobre o arquivo:
- Tempo: 2:46
- Tamanho: 6,5 MB
- Formato: MP3 estéreo 320 kbps
- Compactado com ZIP


link:
text:

R$ 2,00Preço:
Loading Atualizando carrinho…

Restaurando o Contrito – Silvestre Kuhlmann

Canção que faz parte do álbum “Nome Bendito”, de Silvestre Kuhlmann, lançado em 2011 com produção musical de Silvestre. Disponível em MP3 para download.

Additional DescriptionMais Detalhes

Letra:

Restaurando o Contrito
Wolô/Silvestre Kuhlmann

Enquanto minha alma derramo
Diante do trono da graça
Escuto uma voz que me abraça:
-sossega, querido, eu te amo

Acalma o soluço sofrido,
Que manso chegou ao ouvido
Daquele que ama o contrito
No dia da paz ou do grito

A lágrima limpa que brota
Denota um espírito santo
O pranto que cristo desperta
Liberta o fiel da derrota

E agora, passado o assombro,
Repousa tranqüilo em meu ombro;
Do amor deste instante sagrado
Escreve em teu peito um recado:

- por amor a meu pai amoroso
Abandono esse andar cambaleante
Enxugando meus olhos, com gozo,
Posso ver o meu alvo adiante

Sem olhar para trás eu prossigo
Pois jesus leva o fardo comigo
E em erguendo meus olhos avisto
O encontro perfeito com cristo.

Sobre a canção:
Silvestre Kuhlmann: violões, baixo, voz e vocais

Sobre o álbum “Nome Bendito”:
9º álbum autoral de Silvestre Kuhlmann, lançado em 2011. Gravado e mixado no estúdio Intermix. Técnico de som: Raí Brasil – Mixagem: Raí Brasil e Silvestre Kuhlmann – Arte: Misael Nunes – Fotos: Marusia Saraiva.

Sobre o autor:
Para saber mais sobre Silvestre Kuhlmann visite seu site em silvestre.mus.br

Sobre o arquivo:
- Tempo: 3:46
- Tamanho: 8,7 MB
- Formato: MP3 estéreo 320 kbps
- Compactado com ZIP


link:
text:

R$ 2,00Preço:
Loading Atualizando carrinho…

Riso de Adão – Silvestre Kuhlmann

Canção que faz parte do álbum “Leve é a Pena”, de Silvestre Kuhlmann, lançado em 2010 com produção musical de Silvestre. Disponível em MP3 para download.

Additional DescriptionMais Detalhes

Letra:

Riso de Adão
Silvestre Kuhlmann/Stênio Marcius

Oh! Bondade sem fim, bondade imensa!
Tiras de tanto mal um bem tamanho?
Tu transformaste em luz a treva densa,
E até do meu pecado causas ganho?

Da minha geração o Justo nasce!
Não há mais linda história, fé ou crença;
Mais bela criação n’Ele renasce,
Do que a primeira brilha mais intensa.

Até os anjos, no céu, se admiram,
E dizem a uma voz: “Digno é o Cordeiro!”
Um fato igual a este nunca viram.

O amor, na cruz, provou-se verdadeiro,
E o brilho do Messias louvam, miram.
Ele é o Senhor. O Último e o Primeiro.

Sobre a canção:
Silvestre Kuhlmann: violões, voz e vocais – Itagyba Kuhlmann: violoncelo

Sobre o álbum “Leve é a Pena”:
Álbum autoral de Silvestre Kuhlmann, lançado em 2010. Gravado e mixado no estúdio Intermix. Técnico de som: Raí Brasil – Mixagem: Raí Brasil e Silvestre Kuhlmann – Direção de arte e telas: Anderson Monteiro – Fotos: Marusia Saraiva.

Sobre o autor:
Para saber mais sobre Silvestre Kuhlmann visite seu site em silvestre.mus.br

Sobre o arquivo:
- Tempo: 3:01
- Tamanho: 7,1 MB
- Formato: MP3 estéreo 320 kbps
- Compactado com ZIP


link:
text:

R$ 2,00Preço:
Loading Atualizando carrinho…

Rosto em Solo – Silvestre Kuhlmann

Canção que faz parte do album “O Quadro Mais Elevado do Homem”, de Silvestre Kuhlmann lançado em 2000. Disponível em MP3 para download.

Additional DescriptionMais Detalhes

Letra:

Rosto em Solo
Silvestre Kuhlmann

Não há nada mais constrangedor
que o teu amor, que é forte e delicado
não há nada mais restaurador
que render-me ao teu abraço como menino de colo
Como menino de colo eu me entrego, eu me rendo
e me abandono confiantemente
e te espero, te espero

Cada dia que se passa não é apenas mais um dia
pois me traz mais para perto
do dia em que o verei em descoberto
e hoje com meu rosto em solo

com meu rosto em solo
eu o adoro, reconhecendo
tua majestade, tua formosura
sou teu servo, teu servo
Como menino de colo eu me entrego, eu me rendo
e me abandono confiantemente
e te espero, te espero

Sobre a canção:
Violão, voz e vocais: Silvestre – Piano, teclados, programação de bateria: Carlos Carvalho – Guitarra: Miguel Garcia – Baixo: Júlio de Castro – Percussão: Edir Gonçalves – Vocais: Cássia San Martin

Sobre o álbum “O Quadro Mais Elevado do Homem”:
Segundo disco do Silvestre, uma produção independente lançada no ano de 2000 onde ele assina os arranjos, os violões, a voz e o cavaquinho.

Sobre o autor:
aiba sobre a história, a obra e também notícias, artigos e a agenda do Silvestre Kuhlmann no seu site e blog no endereço www.silvestre.mus.br.

Sobre o arquivo:
- Tempo: 3:32
- Tamanho: 6,6 MB
- Formato: MP3 estéreo 256 kbps


R$ 2,00Preço:
Loading Atualizando carrinho…
LoadingAtualizando…